Arquivo da categoria: Poesia

Alone by Edgar Allan Poe

Alone  by Edgar Allan Poe From childhood’s hour I have not been As others were—I have not seen As others saw—I could not bring My passions from a common spring— From the same source I have not taken My sorrow—I … Continuar lendo

Citação | Publicado em por | Marcado com , | Deixe um comentário

O poeta e a simplicidade do mato por Vinícius Masutti

Belíssimo texto sobre Manuel de Barros. Clicando na imagem você será redirecionado para o texto na íntegra do também poeta Vinícius Masutti publicado na Revista Sina em 04 de fevereiro de 2012.

Publicado em Mato Grosso, Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Video Art com obra de Paulo Leminski…

Publicado em Arte, Poesia, Vídeos | Marcado com | Deixe um comentário

Confissões do Latifúndio por Pedro Casaldágila

Publicado em Marcha da Liberdade, Mato Grosso, Meio Ambiente, Poesia, Povos Indígenas | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

El Derecho al Delirio – por Eduardo Galeano

Publicado em ... coisas em que penso, Marcha da Liberdade, Poesia, Vídeos | Marcado com , | Deixe um comentário

É com saudade e alegria que todo bom amigo quer ser lembrado!

O sodré sempre andou por ai feliz e distraído, prova disso é este vídeo.. Acho que ele não gostaria de nos ver chorando, mesmo sabendo que sentimos saudade! Um pouco dele, por ele mesmo: Um pouco dele por suas cordas … Continuar lendo

Publicado em Cuiabá, Para sorrir, Poesia, Saudade, UFMT, Vídeos | Marcado com | Deixe um comentário

Palavras de um sábio Andarilho!

Porque eu adoro o que ele escreve, a forma com que ele escreve.. e se eu fosse você, dava uma conferida no blog dele!! Diário de um sedento cuiabá, caminho pra facul 8:15 am Cá estou, mais um dia sob … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | Deixe um comentário

Antônio Sodré, o poeta da transmutação…

sonhostantostontossonhos os sonhos sonhei-os todos num sonhar desesperado até me perder sonhando imerso no meu passado recordações ilusórias quimeras imagens tolas gravadas no inconsciente pra no presente repô-las! soscitou-me pesadelos assanhando meus cabelos oh! era melhor não vê-los soaram em … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 2 Comentários